Cuidar de jardim é uma tarefa gratificante, além disso o resultado pode impressionar! Basta dar uma olhadinha nos lindos botões da Jade Vermelha, por exemplo, para sentir a emoção que a natureza é capaz de proporcionar.

Em parceria com a Prefeitura de Itaipulândia, o Itaipuland realiza nesta semana atividades de capacitação para a equipe de jardinagem do parque aquático termal. A proposta é de melhorar ainda mais a qualidade dos jardins do complexo, para oferecer ao visitante, morador ou turista, contato mútuo com o meio ambiente.

Marli Kaefer  é colaboradora do complexo e está participando da capacitação. Ela ama o que faz e se orgulha muito disso.

FullSizeRender (16)

“A gente está com esse projeto para embelezar ainda mais o parque. Hoje, o curso é para aprimorar as técnicas e os conhecimentos. Cada ano que passa a gente quer deixar mais bonito pra quando vir a temporada estar tudo maravilhoso. Eu faço uma coisa que eu gosto, é muito prazeroso trabalhar com paisagismo.” – comenta Marli,  feliz de fazer parte da equipe.

A irmã dela, Marlei, representa a iniciativa pública na atuação. Diretora de Meio Ambiente,  revela que a parceria da Prefeitura com o SENAR já dura alguns anos e a proposta é capacitar mão-de-obra cidadã no município.

FullSizeRender (24).jpg

FullSizeRender (22)

“Temos no Complexo Itaipuland uma ampla extensão de jardins, por isso abrimos vagas apara os funcionários. É muito bom saber que se pode contar com o parque justamente porque os jardins estão ostentando muita diversidades. É um exemplo de floricultura! Aqui nós temos várias trepadeiras, como a Jade (foto), a tumbérgia, palmeiras e outras.” – avalia Marlei.

FullSizeRender (19)

O professor, Dr. Renato de Moura, é de Curitiba. Ele vem da capital. O engenheiro florestal faz um parâmetro da parceria entre iniciativa pública e privada.

FullSizeRender (18).jpg

“É um curso de floricultura básica e avançada, além do curso de jardineiro que dura três dias. Queremos fazer reaproveitamento de plantas para que o parque seja auto-suficiente. A ideia é deixar os espaços bonitos para que o turista fique mais tempo, e deixe lucro pro município. A população é quem ganha com isso! Nos cursos a gente vê como produzir as plantas, tratos culturais, adubação, controle de clima, plantio em estufa.” – finaliza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s